Sunday, 19 August 2007

ventos do sul (sussurro)

















"Tu eras também uma pequena folha
que tremia no meu peito.
O vento da vida pôs-te ali.
A princípio não te vi: não soube
que ias comigo,
até que as tuas raízes
atravessaram o meu peito,
se uniram aos fios do meu sangue,
falaram pela minha boca,
floresceram comigo."


Pablo Neruda

(fotografia de Moumine)

7 comments:

isabel said...

"Quem Sabe Isso Quer Dizer Amor"

aida monteiro said...

lindo sussuro, isabel.

um beijinho.

Flávia Vida said...

em cada palavra, amor ...

beijos
:)

joao said...

o que são 24 horas?

Manuelinho said...

PABLO NERUDA
" De otro. Será de otro. Como antes de mis besos.

Su voz, su cuerpo claro. Sus ojos infinitos.

Ya no la quiero, es cierto, pero tal vez la quiero.

Es tan corto el amor, y es tan largo el olvido.

Porque en noches como esta la tuve entre mis brazos,

mi alma no se contenta con haberla perdido.

Aunque éste sea el último dolor que ella me causa,

y éstos sean los últimos versos que yo le escribo."



(do "Poema 20" de "Veinte poemas de amor y una canción desesperada)

Neruda é vida. É amor...

eyes shut said...

e sobem do Sul os ventos que nos levam para longe e nos trazem até nós mesmos...

Andreia Ferreira said...

Lindo, lindo!

Bj. *