Tuesday, 26 June 2007

Chamo-Te



Chamo-Te porque tudo está ainda no princípio
E suportar é o tempo mais comprido.

Peço-Te que venhas e me dês a liberdade,
Que um só de Teus olhares me purifique e acabe.

Há muitas coisas que não quero ver.

Peço-Te que sejas o presente.
Peço-Te que inundes tudo.
E que o Teu reino antes do tempo venha
E se derrame sobre a Terra
Em Primavera feroz precipitado.

Sophia de Mello Breyner Andresen

(imagem de Miguel Tanco)

13 comments:

inês leal, 31 anos à volta do sol said...

como sempre...:)***

Nês said...

Obrigada por mostrares estas palavras que me tiram o fôlego e que descrevem tão bem td o q vai cá dentro! São pequeninos pedaços de magia até hoje desconhecidos e que tu vais destapando :) Obrigada por isso!

Beijinhos e muntos gengibres

filipa said...

...tenho um mimo para "o caracol do rol",para "onde" o posso enviar....:)?*

isabel said...

inês: =) (como sempre...linda!***)

nês: mas se os pedacinhos de magia vivem dentro de ti...! só cá encontras o que os teus olhos levam dentro ;) (beijiiiiiinhoo)

filipa: [isabel aos pulos] agradeço muuuuuuuito, desde já! és a primeira "resposta" ao meu pedido. e faz-me tão feliz!!! =) podes enviar para moorangu@hotmail.com. posso publicá-la ao lado da história com o teu nome por baixo? sim? sim? [feliz!] obrigada! =)

filipa said...

...claro que podes,hi,hi,hi....:)*

Fernando said...

en el largo estío se dibuja el perfil de la primavera ida..así en los ojos del bosque veremos la frondosidad que nos ha dejado y como poco a poco se deja arrastra por la siesta y el olvido..besos

joao said...

56 dias.
\o/
|
/ \

joao said...

hum... o desenho naum ficou bom...
deveria parecer um jovem sem barba-magro com os braços para o alto, numa grande expressão de euforia e contentamento!

isabel said...

[ sorrisissíssimo ]

musalia said...

e eu queria o papagaio de papel, voando no meu olhar, entrando-me na janela da alma (a alma terá janela?)
muito colorido, lustroso, ao sol :)

aida monteiro said...

encantador, isabel.

(como sempre)

um abraço:)

Carlos Ramos said...

Gosto da tua poesia. Da tua visão peculiar. parabens.Iniciei também eu algo de mim em penichecarlos.blogspot.com, com o titulo "as mãos por dentro do corpo"...

joao said...

és magia.